Onda de Violência Assola Comércio Imigrante no Brás em São Paulo

Insegurança e medo marcam as Ruas Coimbra e Dr. Costa Valente, conhecido polo comercial da comunidade imigrante boliviana em São Paulo. Na madrugada de quinta-feira, 28 de dezembro de 2023, o estabelecimento comercial “NOSSA GALERIA” foi alvo de criminosos, desencadeando um cenário de destruição dentro do estabelecimento comercial.

As Ruas Coimbra e Dr. Costa Valente, situadas no Bairro do Brás em São Paulo, são historicamente reconhecidas como um centro comercial vital para a comunidade imigrante boliviana. No entanto, nos últimos anos, essas vias tornaram-se palco frequente de diversos crimes, comprometendo a segurança tanto de pedestres quanto dos lojistas locais.

fotos-carrosa

Na madrugada mencionada, por volta das 03:15h, a galeria comercial que leva o nome de “NOSSA GALERIA”, situada na Rua Dr. Costa Valente, 306, foi invadida por criminosos. Os invasores, utilizando métodos violentos, arrombaram as portas da galeria e iniciaram um ataque indiscriminado, saqueando aproximadamente quatro boxes. Surpreendentemente, os bandidos contaram com o auxílio de uma carroça de catadores de lixo para transportar os artigos roubados.

A ação criminosa só foi interrompida quando, por volta das 04:15h, os vizinhos alertaram a Polícia Militar. As autoridades, ao chegar no local, prenderam parte dos criminosos pelas ruas adjacentes, enquanto os demais ficaram encurralados dentro da galeria. A operação culminou com a detenção dos assaltantes e sua condução para o 8º DP do Brás.

fotos-quebrado-ok

Ao adentrar a galeria, um cenário de desolação se revelou. Proprietários das lojas, visivelmente abalados, lamentaram as perdas com lágrimas e tristeza. Portas de vidro foram estilhaçadas, mercadorias foram jogadas ao chão, retratando uma imagem desoladora da violência perpetrada contra o patrimônio dos empreendedores, que sustentam suas famílias por meio do árduo trabalho no comércio local.

Os 6 criminosos detidos agora aguardam a intervenção da justiça brasileira, enfrentando uma pena prevista de reclusão de 2 (dois) a 8 (oito) anos pelo delito cometido.

fotos-ladrones

A advogada Patricia Vega, que presta serviços nas proximidades do local do delito, registrou imagens que documentam os destroços deixados pela onda de violência, destacando a urgência de medidas para garantir a segurança dessas comunidades comerciais vulneráveis.

VEJA TAMÉM
AMIGA

GUIA

Compartilhe esta postagem:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp
Email
Print