Projeto Boliviano Recebe Reconhecimento Eminente em Cerimônia do Selo de Direitos Humanos e Diversidade em São Paulo

Na última terça-feira, a Prefeitura de São Paulo celebrou a entrega do Selo de Direitos Humanos e Diversidade, reconhecendo 322 iniciativas exemplares por suas práticas inclusivas e compromisso com a diversidade. A cerimônia, realizada no Sesc Pinheiros, foi marcada por emoção e representatividade, com a participação dos representantes das iniciativas premiadas.

.

.
Cultura Boliviana: Uma Ponte Sólida na Promoção dos Direitos Humanos e Combate ao Preconceito no Brasil

Há 17 anos, o projeto BOLÍVIA CULTURAL tem se destacado com um perfil inovador na construção de uma Bolívia bela e digna, atuando como uma robusta ponte contra o preconceito e o racismo no Brasil. Essa iniciativa, enraizada nos princípios dos direitos humanos, consolidou-se como um agente de transformação qualitativa, especialmente nos centros educativos públicos de São Paulo.
.

.
Em um evento marcado por entusiasmo e celebração, a entrega do Selo de Direitos Humanos e Diversidade do Município de São Paulo reuniu uma casa cheia no prestigioso teatro do SESC Pinheiros. A atmosfera vibrante e calorosa envolveu mais de 300 projetos notáveis, todos agraciados com o significativo reconhecimento.

Entre as iniciativas distinguidas, o Bolívia Cultural se destacou com méritos notáveis na categoria Migração. Sua contribuição excepcional para promover a diversidade e os direitos humanos foi reconhecida e celebrada diante de uma plateia atenta e engajada.
.

EAB-CAPAPUBLICO-tony

.
“… é com imensa honra que testemunhei o nome do projeto Bolívia Cultural ser anunciado em primeiro lugar de uma categoria tão importante, ecoando pelo auditório do Sesc totalmente lotado. Palmas entusiasmadas ressoando, celebrando um projeto 100% boliviano, numa aclamação calorosa brasileira em uma das maiores cidades do mundo. Este momento é mais do que uma vitória; é uma manifestação do amor profundo que sinto pela Bolívia e o orgulho que carrego pela minha origem.

Juntos, construímos pontes culturais que são amplificadas além das fronteiras, por um mundo melhor.
Que este reconhecimento inspire outros a unirem-se na promoção da diversidade e na construção de um futuro mais inclusivo e vibrante…”
Antonio Andrade Vargas,
Fundador de Bolívia Cultural.
.

Sob a bandeira do projeto “EU AMO BOLÍVIA”, crianças e educadores têm sido envolvidos em campanhas que proporcionam uma visão aberta à diversidade, promovendo a união como instrumento contra o preconceito. A iniciativa tornou-se uma referência, conquistando corações e mentes e contribuindo para a construção de uma sociedade mais inclusiva.
.

MENINA-BC-FULLEcosistema-BC-2023

.
Para além das salas de aula, o projeto emergiu como um incansável defensor dos direitos humanos nas redes sociais, criando conteúdos distintos que se tornaram uma poderosa ferramenta na construção de uma cultura de paz em toda a região sul-americana. Esse esforço notável foi validado por estudos e premiações ao longo do ano, culminando na consagração do “SELO DE DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA” no encerramento de 2023.
.

Campanha YO CUIDO A MI AMIGACampanha YO CUIDO A MI AMIGO

A obtenção deste prestigioso selo é de extrema importância, refletindo o perfil distintivo e comprometido do projeto. A conquista provocou uma onda de apoio nas redes sociais, amplificando a voz do público envolvido no projeto. Hoje, esses seguidores tornaram-se a verdadeira rede de articulação na promoção da paz e união entre os povos, destacando o impacto significativo do projeto na construção de uma sociedade mais justa e solidária.

.

Caminhos Abertos

Promovido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) como parte do Plano de Metas da Prefeitura, o Selo visa destacar o esforço de empresas, organizações da sociedade civil, grupos e, pela primeira vez, órgãos públicos e coletivos, na promoção da inclusão na cidade.

Com o tema “Caminhos Abertos” nesta sexta edição, o evento reforçou o compromisso com a Política Municipal de Atenção a Pessoas Egressas. A cerimônia, conduzida pela Secretária Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Soninha Francine, e Desirée Mendes, contou com apresentações musicais do projeto Expresso e do grupo Juremas.

Este ano, três novos grupos temáticos foram introduzidos: Pessoas Desaparecidas, Segurança Alimentar e Nutricional, e Drogas. A Prefeitura também recebeu reconhecimento por duas iniciativas: o Programa Agentes de Governo Aberto, no tema LGBTI, e a Rede SAMPA Trans da Secretaria Municipal de Saúde.

Soninha Francine destacou a importância do engajamento da sociedade na garantia de Direitos Humanos e Cidadania, afirmando que o Selo é um reconhecimento e incentivo para outras instituições. Outras organizações, como a Barilla, Kifaverdes e Metrô de São Paulo, também foram premiadas em diferentes categorias, demonstrando boas práticas e compromisso coletivo com a promoção da igualdade na cidade.

.

Prefeitura de São Paulo entrega Selo de Direitos Humanos e Diversidade para 322 iniciativas

Conheça as 322 iniciativas certificadas (saiba quais são elas) nos 15 grupos temáticos:
• Crianças e Adolescentes, 51 projetos;
• Drogas: prevenção, ofertas de cuidado e garantia de direitos, 3;
• Igualdade Racial, 17;
• Juventudes, 16;
• LGBTI+, 19;
• Mulheres, 36;
• Pessoas Com Deficiência, 33;
• Pessoas Desaparecidas, 3;
• Pessoas em cumprimento de penas privativas de liberdade ou restritivas de direitos e pessoas egressas do sistema prisional, 7;
• Pessoas em Situação de Rua, 10;
• Pessoas Idosas, 21;
• Pessoas Migrantes, 18;
• Povos Indígenas, 3;
• Segurança Alimentar e Nutricional, 7;
• Transversalidades, 78.
.

VEJA TAMÉM
AMIGA

GUIA

Compartilhe esta postagem:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp
Email
Print