MITsp – Mostra Internacional de Teatro de São Paulo: Workshop de María Galindo

Esta atividade é totalmente gratuita e ocorrerá de 27 de novembro a 1º de dezembro. As inscrições podem ser feitas até 13 de novembro pelo site: mitsp.org. Essa iniciativa é apresentada/viabilizada por meio da Prefeitura Municipal de São Paulo, através de sua Secretaria de Cultura.

Maria Galindo

Militante anarcofeminista, psicóloga e comunicadora. Foi cofundadora do movimento feminista Mujeres Creando na Bolívia, uma associação de mulheres de diferentes identidades sexuais, classes e condições para enfrentar o machismo e a homofobia. Suas ações performáticas chegaram a levá-la diversas vezes à prisão. Autora dos livros: No se puede Descolonizar sin Despatriarcalizar, 2013 e (com Sonia Sánchez); Ninguna mujer nace para puta, Edición ilustrada de Lavaca Editora, 2007.

Mujeres Creando é um movimento feminista anarquista que já existe há mais de 20 anos. Reúne mulheres de diversos setores sociais, idades, culturas, identidades e que se encontram em diferentes momentos existenciais.

Qual é a porta verdadeira e qual é a porta falsa para entrar no universo da prostituta com uma câmera?

Chegar com uma placa que chama isso de trabalho sexual e com isso pagar a primeira dívida para cumprir as normas?

Chegando com uma placa que a nomeia como opressão patriarcal que deve ser abolida e com isso pagar a primeira dívida para satisfazer os abolicionistas?

REVOLUÇÃO PUTA, percorre esse universo com, através e a partir deles, reivindicando um lugar único de legitimidade inalienável que não assume dívidas pendentes com ninguém. É o lugar da PALAVRA NA PRIMEIRA PESSOA.

Tendo membros das organizações OMESPRO La Paz e OMESPRO Santa Cruz como protagonistas diretos e construtores da história, utilizamos uma alavanca simbólica para transferir as discussões centrais do universo das putas para um espaço político e poético.

REVOLUÇÃO PUTA não é a oportunidade que você esperava para olhar a puta de um lugar confortável. Viramos a câmera em sua direção, para construir aquela outra situação estranha na qual você é o olhar. Agora quem está sendo questionado é você.

Com Maria Galindo | Bolívia

Perfil de participante o workshop é voltado para homens e mulheres cis, homens e mulheres trans, pessoas não binárias e que desejem fazer uma oficina e desenvolver um exercício coletivo para ser apresentado.

SERVIÇO:

Quando: de 27/11 a 01/12 | 19h às 21h
Carga horária: 10 horas (2h/dia)
Vagas: 50
Local: Oficina Cultural Oswald de Andrade
Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro, São Paulo – SP

O workshop é gratuito e faz parte do programa MITsp – Estação 2023 – Plataforma Pedagógica.

Compartilhe esta postagem:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp
Email
Print