Migração de Rua em São Paulo: Uma Realidade Desafiadora

O 3° Seminário de Políticas Públicas para População em Situação de Rua, realizado no dia 4 de outubro de 2023, teve como um dos principais temas de discussão a questão da “Migração de Rua”. Este evento significativo foi promovido pela Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania da Cidade de São Paulo e ocorreu no auditório do SESC Bom Retiro, localizado no coração da cidade.

A pauta da “Migração de Rua” abordou uma problemática que ganhou destaque gradualmente a partir de 2017, quando começou a se evidenciar de maneira crescente e alarmante no bairro do Brás, em São Paulo. Trata-se de um fenômeno que afeta principalmente dependentes químicos em situação de rua, um grupo vulnerável e marginalizado na sociedade.

Os indivíduos nessa situação enfrentam uma série de desafios complexos. Em sua maioria, são imigrantes com idades variando entre 17 e 45 anos, caracterizados por uma baixa escolaridade e oriundos de famílias desestruturadas, muitas vezes com histórias conturbadas desde seus países de origem. Muitos deles fugiram de problemas judiciais ou conflitos familiares, frequentemente associados ao consumo excessivo de álcool, a vulnerabilidade destes cidadãos e acentuado ainda mais devido a falta de documentos RNE e pouco conhecimento do português.

O ponto central da discussão enfatiza a necessidade de priorizar a saúde mental desses imigrantes como primeiro passo no processo de recuperação e reinserção na sociedade. A atenção ao aspecto psicológico se torna crucial para dar início a qualquer tratamento eficaz dessa população vulnerável, seguido da regularização de documentos deste indivíduo.

Reconhecimento da problemática para construção de políticas públicas.

Além disso, reconhecer a existência dessa população de imigrantes em situação de moradores de rua em São Paulo é de extrema importância. Essa conscientização deve ocorrer não apenas dentro das comunidades imigrantes, mas também deve ser incorporada às políticas públicas. O evento proporcionou um espaço de reflexão e discussão sobre como abordar e resolver esse problema social crescente, com o objetivo de encontrar soluções eficazes para reintegrar esses cidadãos marginalizados à sociedade.

O seminário representou um passo significativo na direção de criar um ambiente de diálogo e cooperação entre diversos setores da sociedade, visando a construção de políticas públicas mais abrangentes e eficazes para lidar com a questão da “Migração de Rua” em São Paulo. Espera-se que esses esforços continuem a crescer e que sejam implementadas medidas concretas para melhorar a vida desses imigrantes em situação de rua e, assim, contribuir para uma cidade mais inclusiva e justa.

Compartilhe esta postagem:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp
Email
Print