Celebração Espirituosa de Harmonia com a Natureza: ANO NOVO ANDINO no Parque Dom Pedro II – (20 e 21 de junho de 2024)

Celebre a Renovação e a Harmonia com a Natureza no ANO NOVO ANDINO AMAZÔNICO – AFRO 5.532: Uma Jornada Espiritual de Saberes Milenares no Coração de São Paulo!

Publicado em 31/05/24 às 18:10h

Nos dias 20 e 21 de junho de 2023, o Parque Dom Pedro II, na vibrante região da Sé, em São Paulo, será o palco de uma celebração mística que transportará a cidade para os saberes milenares e as culturas vivas sul-americanas. Esta é a ocasião do ANO NOVO ANDINO AMAZÔNICO – AFRO 5.532, um evento cultural de grande importância, que promete ser uma janela para a relação profunda e harmoniosa entre o ser humano e a natureza. Em um mundo marcado pela crise climática, essa celebração oferece uma reflexão telúrica essencial, lembrando-nos de que somos todos partes integrantes de uma vasta cosmovisão.

.

Music Poster1

.

O evento terá início às 22:00h do dia 20 de junho e se estenderá até às 10:00h da manhã do dia 21 de junho, oferecendo uma noite inteira de imersão em músicas, danças tradicionais e diversas formas de conhecimentos e saberes que refletem a identidade dos povos andinos, amazônicos e afro.

.

.

Uma Noite de Sabedoria e Tradição

A celebração será marcada pela Cerimônia Ancestral Andina do Willkakuti, conduzida pelos anciãos guias espirituais vindos da Bolívia. Esta cerimônia sagrada comemora a chegada dos primeiros raios de sol no dia 21 de junho, simbolizando o início do ano 5.532 de acordo com a tradição andina. É um momento de renascimento e renovação, onde a luz do sol traz consigo novas esperanças e energias para o ano que se inicia.

.

33

.

União e Partilha: O Tradicional APHTAPI

Outro destaque do evento é o tradicional APHTAPI, um banquete comunitário onde cada participante é convidado a trazer um alimento para compartilhar. Essa prática milenar promove a união e a partilha, fortalecendo os laços comunitários e valorizando a rica gastronomia tradicional. Será uma oportunidade única de experimentar a culinária comunitária e vivenciar a generosidade e o espírito de coletividade que permeiam essas culturas.

.

aphtaphi-bolivia-aymara-que-es-1

.

Organização e Objetivos: Valorizando o Ativismo Indígena Andino Amazônico

A 12ª edição do “ANO NOVO ANDINO AMAZÔNICO – AFRO” é organizada pelo coletivo Centro Cultural Andino Amazônico (CCAA), um grupo dedicado de ativistas aimaras, quechuas, guaranis e afros do hemisfério sul. Com o apoio da Prefeitura de São Paulo, este evento sem fins lucrativos adota uma política de não consumir bebidas alcoólicas, buscando criar um ambiente de respeito e harmonia entre todos os participantes.

O objetivo principal do evento é perpetuar a rica cultura dos povos originários, promovendo a valorização e o respeito por suas tradições e saberes. Os ativistas do CCAA trabalham incansavelmente para manter vivas as tradições ancestrais e para fortalecer a identidade cultural de suas comunidades. Ao organizar esta celebração, eles não apenas compartilham suas heranças culturais com o público, mas também destacam a importância do ativismo indígena na luta por direitos e reconhecimento.

O evento serve como uma plataforma para os povos originários expressarem suas vozes, resistirem à marginalização e reivindicarem seu lugar na sociedade contemporânea. Ao promover a cultura andina, amazônica e afro, o ANO NOVO ANDINO AMAZÔNICO – AFRO celebra a diversidade e a riqueza cultural, convidando todos a refletirem sobre a interconexão entre humanidade e natureza.

Convite para a Celebração

Convidamos todos a participarem deste evento único, que proporcionará uma experiência enriquecedora e inesquecível. Venha ampliar seus horizontes, conhecer outras culturas e celebrar a diversidade que compõe a identidade brasileira. Junte-se a nós nesta união de povos e celebre o ANO NOVO ANDINO AMAZÔNICO – AFRO 5.532, uma verdadeira ode à harmonia com a natureza e ao legado cultural dos povos sul-americanos.

.

3225
.

Venha fazer parte dessa jornada espiritual e cultural, e permita-se ser tocado pela sabedoria ancestral que nos lembra da nossa conexão profunda e inquebrantável com a terra e com todos os seres vivos que nela habitam.

PUBLICIDADE

Compartilhe esta postagem:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp
Email
Print