São Paulo recebeu o Ano Novo Andino Amazônico 5.529

Imigrantes andinos amazônicos receberam neste 21/06/21 o WILLKAKUTI 5.529 em São Paulo. O evento trouxe a magia e simbolismo milenar dos povos originários na TERRA DA GAROA.

Publicado em

Neste ano de 2021 foi recebido no mundo andino amazônico o ano 5.529, tempo da quinta era do mundo andino, esta data é de suma importância para os povos originarios que desde sempre tem cuidado, observado e respeitado os ciclos da natureza e dos astros. Este ano marca um período de tempo específico, o centro do tempo que indica o final do ciclo da colheita no mês de maio e o início de outro período de colheita em agosto após as celebrações (rituais de permissão) para a Pachamama (Mãe Terra) dando assim, início a uma nova semeação da terra em setembro.

Por tanto, este evento trata do verdadeiro Taypi (centro) e do Kuti (alternância) necessários para manter o equilíbrio da natureza e da sociedade.

São Paulo recebeu o Ano Novo Andino Amazônico 5.529


Imigrantes andinos amazônicos recebem o ano 5.529

A festividade milenar aconteceu na segunda-feira (21) de junho de 2021, a partir das 04:00h nas instalações do CAMI – Centro de Apoio e Pastoral do Migrante.

A cerimônia foi transmitida ao vivo para Bolívia, Equador, Espanha, Peru e EEUU.

A festividade milenar dos povos originários aconteceu na segunda-feira (21) de junho de 2021, a partir das 04:00h nas instalações do CAMI – Centro de Apoio e Pastoral do Migrante.  

Distanciamento e biossegurança em tempos de pandemia.

Seguindo o distanciamento social no estado de SP, o evento limitou a participação aberta ao público em geral, reservando a participação do Ano Novo Andino Amazônico no máximo de (25) pessoas, que foram equipados com um kit de biossegurança composto por duas máscaras, uma bisnaga de álcool em gel, e um folheto com dicas de prevenção ao coronavírus. A distribuição de álcool em gel antes e durante as danças foi constante pela equipe de suporte do evento.

ORGANIZADO POR:
- Bolívia Cultural;
- RTP Bolívia;
- Red URU de Comunicação;
- CAMI – Centro de Apoio e Pastoral do Migrante;
- Feira Kantuta;
- Bolívia Solidária;
- Kasinha Bay4s;
- Impacto Saúde;
- Ocasión Mutimedia;
- ADRB - Associação de Residentes Bolivianos;
- Equipe de Base Warmis - Convergência das Culturas;
- Planeta América Latina;
- Guia do Imigrante.

CONVIDADOS:
- ACFBB - Associação Cultural Folclórica Bolívia Brasil;
- Coletivo - Si Yo Puedo;
- Associação de Imigrantes Peruanos em SP;
- Consulado Geral do Estado Plurinacional da Bolívia;
- Cariris-xocós (Povo indígena do Brasil).

CAMI - Live América Indígena: Identidades e Resistências

Publicidade

Deixe um comentário