Documental ilustra a formação de mulheres indígenas da região sul boliviana

Mulheres ocupam seu espaço na construção de politicas públicas do seu entorno

Publicado em

A efetivação de direitos de cidadania das mulheres de povos indígenas na Bolívia pressupõe o reconhecimento de sua autonomia, enquanto coletividades diferenciadas. Assim a participação indígena na construção de políticas públicas diferencia-se de outros grupos sociais à medida que é representativa de coletividades com especificidades que as distinguem da sociedade nacional.

Comunidades indígenas na qualidade de coletivos enquanto órgãos, fomentando a participação de povos e representantes indígenas em instâncias de participação, monitoramento e controle social de políticas com interfaces com políticas participativas, ou seja, que afetam, ou interessam ou contemplam povos e territórios interculturais.

Na busca de equilíbrio de forças, mulheres bolivianas participam na construção de políticas públicas do seu entorno com o objetivo de possibilitar a discussão dos seus direitos e garantias, como medidas de intervenção, de forma a impactar na realidade local nas comunidades indígenas, alterando e qualificando políticas públicos relacionadas a uma realidade pratica e viva.

O projeto de fromação de mulheres e implementado pela Fundação ACLO
"Fundación Acción Cultural Loyola, compañia de Jesus en Bolivia"

Deixe um comentário