Migração, racismo, e politicas de combate ao trabalho escravo contemporânea no Brasil.

Debate Online, nessa sexta-feira 05/02, no III Fórum Internacional Fronteiras Cruzadas.

Publicado em
Migração, racismo, e politicas de combate ao trabalho escravo contemporânea no Brasil.

A atividade faz parte de um ciclo de debates "Trabalho imigrante: tendências e resistências" que inicia amanhã, às 19hs. Teremos atividades desse ciclo nos dias 4 e 5 e, depois, nos dias 9 e 11, sempre às 19:00h.

Inscreva-se em nosso site:

www.fontieforum.org/forum2020-21

YOUTUBE

Debate Online, nessa sexta-feira 05/02, no III Fórum Internacional Fronteiras Cruzadas.

Miriam Guarachi, é boliviana e mora em São Paulo há 14 anos. Formada em Ciências da Educação com especialidade em Educação Alternativa e Popular, ela faz parte da Associação de Mulheres Imigrantes Luz e Vida, é voluntária em outros projetos ligados à imigração e é professora na CDI Vila Coperativa. 

Patrícia Tavares, pesquisadora do Núcleo de Pesquisa Democracia e Ação Coletiva do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (NDAC-CEBRAP), Patrícia Tavares é uma das convidadas da mesa "Migração, racismo e políticas de combate ao trabalho escravo contemporâneo no Brasil”.

Isabel Torres, Imigrante peruana, é graduada em Sociologia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESPSP), onde pesquisou a construção da cidadania do imigrante. Ela atua no setor de regularização migratória do CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante!

Magno Riga, auditor fiscal do Trabalho, graduado em Direito pela USP - Universidade de São Paulo e membro da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), do Governo Federal, estará na mesa ao lado de Patrícia Tavares (Unicamp) e Raissa Roussenq. Participam como debatedoras Miriam Guarache (AMILV) e Isabel Torres (CAMI), com mediação feita por Julia Scavitti (UASLP).

Raissa Roussenq, mestra em Direito, Estado e Constituição pela UnB - Universidade de Brasília, pesquisadora e advogada. Ela é autora do livro “Entre o silêncio e a negação: trabalho escravo contemporâneo sob a ótica da população negra”.

Publicidade
Publicidade

Deixe um comentário