Com nova estrutura operacional, ABAV Nacional traça plano de trabalho para 2021

Projetos serão conduzidos por três gerências: Institucional, de Gestão corporativa e de Marketing e Geração de receitas

Publicado em
Com nova estrutura operacional, ABAV Nacional traça plano de trabalho para 2021

São Paulo, 15 de dezembro - A ABAV Nacional termina o ano com o organograma definido para a condução dos trabalhos que serão desenvolvidos a partir de 2021. Para levar a cabo o planejamento determinado pela presidente, Magda Nassar, três novos postos de gestão foram criados em apoio à condução dos projetos traçados pela gerente-geral, Jerusa Hara.

Adriana Fitipaldi, que já respondia pelo Planejamento e Produção de Eventos, assume a gerência de Marketing e Geração de Receitas, ampliando o escopo de atuação para as áreas de capacitação, comercialização, gestão de associados aliados e de canais de comunicação, tendo entre os projetos o desenvolvimento de um novo portal para a entidade.

Da supervisão financeira, Tae Kim passa a conduzir as ações inerentes à Gerência de Governança Corporativa, que inclui a criação de normas e processos para políticas de cargos e salários e de contratação de fornecedores, além de toda a gestão dos fluxos de administração, finanças, recursos humanos e das áreas jurídica e contábil.

A novidade fica por conta da contratação de Priscila Perasolo para a Gerência Institucional, sob a qual estarão as relações com os associados, governo e demais entidades, a comunicação corporativa, parcerias e a gestão dos grupos de trabalho e do banco de dados da entidade, que dará corpo à criação de dashboards periódicos com dados e indicadores do mercado.

A gerente-geral, Jerusa Hara, destaca que além de mais autonomia na execução de ações e iniciativas de cada área, a nova estrutura aproxima a entidade das gestões corporativas.

De acordo com a presidente, Magda Nassar, essa estrutura garantirá a sustentabilidade necessária às gestões da ABAV, independentemente de quem esteja na presidência. "Estabeleci que o institucional e a sustentabilidade comercial seriam os focos da minha gestão, ao lado da política, que neste ano atípico acabou por dominar as nossas ações. Nos organizamos nessa reta final para que em 2021 possamos retomar os projetos que tínhamos traçado e que envolvem os outros dois importantes pilares".

Deixe um comentário