ANO NOVO ANDINO AMAZÔNICO 5.527, sexta-feira 21 de junho a a partir das 00:00h - em São Paulo

O Ano Novo Andino é uma celebração Ancestral com rituais ao sol realizada em 21 de junho - logo no início da estação de inverno - onde o sol se encontra no ponto mais elevado do espaço celeste. Representa o retorno do sol “Willkakuti” no centro do ano que está a findar e do ano que se inicia, indicando a renovação da vida e da natureza, para um novo ciclo produtivo.

Publicado em

Neste ano de 2019 será celebrado 5.527 anos da quinta era do mundo andino, esta data é de suma importância para os povos andinos que desde sempre tem cuidado, observado e respeitado os ciclos da natureza e dos astros. Este ano marca um período de tempo específico, o centro do tempo que indica o final do ciclo da colheita no mês de maio e o inicio de outro período de colheita em agosto após as celebrações (rituais de permissão) para a Pachamama (Mãe Terra) dando assim, início a uma nova semeação da terra em setembro.

Por tanto, este evento trata do verdadeiro Taypi (centro) e do Kuti (alternância) necessários para manter o equilíbrio da natureza e da sociedade.

A celebração do Ano Novo Andino na cidade de São Paulo – Brasil iniciou-se oficialmente no ano de 2013 sob a gestão do grupo autóctono: “Jacha Sikuris de Italaque Nuevo Amanecer” com o apoio da comunidade andina residentes no Brasil e seus grupos autóctonos. “Grupo autoctono Huaycheños de Corazón; Comunidad Autóctona Vientos del Ande; Centro Cultural Kollasuyo Maya”. O intuito era e será de trazer a tradição andina fora as fronteiras Bolivianas a fim de manter e cultivar esta essência milenar transmitida pelos nossos ancestrais passando de geração para geração.

Atualmente, para a celebração do Ano Novo Andino Amazônico – 5.527 em 2019 estão na dianteira da gestão os grupos autóctonos: “Conjunto Jacha Sikuris de Italaque Nuevo Amanecer; Grupo autoctono Huaycheños de Corazón; Lakitas Sinchi Warmis; Centro Cultural Kollasuyu Maya; Conjunto Autoctono Waly Wayras” todos representados pelo nome “CENTRO CULTURAL ANDINO AMAZÔNICO”.

ORGANIZAÇÃO
Conjunto Autoctono Jach’a Sikuris de Iatalque Nuevo Amanecer;
Conjunto Autoctono Waly Wayras;
Centro Cultural Kollasuyu Maya;
Grupo Autoctono Huaycheños de Corazón;
Lakitas Sinchi Warmis.

APOIO INSTITUCIONAL
Associação de Empreendedores Bolivianos – ASSEMPBOL;
Associação de Residentes Bolivianos – ADRB;
Associação Cultural Folclórica Bolívia Brasil - ACFBB;
Associação da Feira Kantuta– Kantuta;
Associação Comerciantes Latinos de Brás - ACLB;
Câmara Municipal de São Paulo – Gabinete Eduardo Tuma;
Consulado Geral da Bolívia;
Consulado Geral do Equador;
Consulado Geral do Peru;
Embaixada do Estado Plurinacional da Bolívia no Brasil;
Federação dos Residentes Bolivianos no Brasil;
Lorenzo – Viagens e Turismo;
Prefeitura Municipal de São Paulo.

APOIO MÍDIA
Associação de Comunicadores Bolívia Brasil – ASSCOMBOLBRA;
Bolívia Cultural / Planeta América Latina;
Círculo de Comunicadores Imigrantes – CCI;
Comunidad De La Vida (Bolívia);
La Puerta del Sol - Jornal - ADRB;
Rádio Televisión Popular - R.T.P. (Bolívia).

CONVIDADOS
Associação indígena Puxarará do Estado de SP;
Associação Nacional de Ação Indigenista - ANAÍ;
Centro de apoio e pastoral do imigrante – CAMI;
Conselho de Missão entre Povos Indígenas – COMIN;
Faculdade Zumbi dos Palmares;
Grupo Afroboliviana;Grupo Autoctono Revelación Coquero;
Grupo de Arte 14 de septiembre de Peru;
Grupo folclórico Ay vida – de Fredy Guzman ;
Moceñada Murumamani de Omasuyos/Achacachi;
Secretaria Municipal De Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo.

SERVIÇO:
ANO NOVO ANDINO AMAZÔNICO 5.527,
QUANDO: sexta-feira 21 de junho a partir das 00:00h
ONDE: CMTC - Av. Cruzeiro do Sul, 808 - Armênia - São Paulo - SP.
REALIZAÇÃO: Centro Cultural Andino Amazônico - CCAA.
ENTRADA LIVRE

Deixe um comentário