468 anos de São Paulo a Cidade dos Mil Povos

Segundo o boliviano Antonio Andrade, São Paulo é uma mulher cinzenta por fora, mas muito colorida por dentro, e colorida graças à grande diversidade dos imigrantes do mundo todo que ajudaram a construí-la.

Publicado em
468 anos de São Paulo a Cidade dos Mil Povos

São Paulo é uma mulher cinzenta por fora, mas muito colorida por dentro, e colorida graças à grande diversidade dos imigrantes do mundo todo que ajudaram a construí-la. São Paulo para mim é feminina, é esse feminismo que consegue deixá-la tão receptiva ao outro, mas com essa grandeza e crescimento constantes corre-se o risco de ficar invisível nesse dinamismo que é a cidade de São Paulo. Para nós imigrantes é importante sairmos da invisibilidade e sermos visíveis, ativos, aprendermos a nos empoderar dessa mulher tão linda que se chama São Paulo. O que posso dizer: "Parabéns São Paulo pelos seus 468 anos, eu me considero mais uma cor que faz dessa São Paulo ser uma das principaios cidades do Mundo".

468 anos de São Paulo a Cidade dos Mil Povos

Antonio Andrade, nascido na cidade de Sucre - Bolívia mora em São Paulo a 25 anos. Editor e idealizador dos portais Bolívia Cultural e Planeta América Latina, é também o responsável pelo Los Hermanos, o site em espanhol da Folha Internacional. (texto extraído do portal Migramundo)

VEJA TAMBÉM
468 anos de São Paulo a Cidade dos Mil Povos
Robinho é condenado a 9 anos de prisão por estupro coletivo na Itália
Mulher policial (GCM) pede para as imigrantes denunciar a violência contra elas

Publicidade
Publicidade

Deixe um comentário