Campanhas unidas contra a fome de famílias em tempos da COVID-19

A EMEF Anália Franco Bastos junto a campanha BOLÍVIA SOLIDÁRIA com apoio do CAMI uniram forças para amenizar a fome de famílias em situação de extrema vulnerabilidade nesta época de quarentena provocada pela pandemia pelo novo coronavírus na cidade de São Paulo.

Publicado em

Famílias imigrantes e brasileiras recebem alimentos em tempos de fome na cidade de SP.

Professores e amigos doadores da EMEF Anália Franco em Parceria com a Campanha Bolívia Solidária uniram forças para amenizar a fome de famílias de alunos da escola.

A iniciativa foi do professor Alessandro, comovido por um pai de um aluno imigrante teve a iniciativa de criar a campanha na sua rede pessoal. Prontamente atendido por amigos e pelo empresário Marcelo que ativou as alunas da “Divina Arranjo” que imediatamente aportaram na campanha solidária. 
 
A motivação solidária de pessoas que nem se conheciam conseguiu em dois dias um aporte de 120 cestas básicas que amenizarão a fome de famílias que precisam de ajuda em qualidade emergencial.

Logística da campanha Bolívia Solidária 

Já com as cestas em mãos, a EMEF Anália Franco junto a voluntários da campanha Bolívia Solidária com apoio do CAMI, realizaram a entrega das cestas diretamente na casa dos alunos (imigrantes e brasileiros) no sábado (25) e domingo (26) de abril de 2020.


Entrega de cestas básicas no bairro do Catumbi - foto Agência Ocasião

Metodologia da campanha Bolívia Solidária



Entrega de cestas básicas no bairro do Catumbi - foto Agência Ocasião

Como ajudar

Instituições, coletivos e voluntários da campanha Bolívia Solidária

- ACFBB - Associação Cultural Folclórica Bolívia Brasil;
- ADRB - Associação de Residentes Bolivianos;
- BC - Bolívia Cultural;
- CAMI - Centro de Apoio e Pastoral do Migrante;
- COEBIVECO;
- Comerciantes da Feirinha da Madrugada;
- Comerciantes da Penha;
- Consulado Geral da Bolívia em SP;
- EMEF Anália Franco Bastos;
- Igrejas;
- Impacto Saúde;
- Médicos Sem Fronteiras - ONG Internacional;
- Rede URU de comunicação;
- Rede Mega Fox;
- Secretaria de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo.

 

Publicidade

Deixe um comentário