Brasil e Bolívia Firmam Acordo Histórico de Reconhecimento de Carteiras de Habilitação

Publicado: 31/01/24 às 14:20h
Atualizado: 31/01/24 às 14:46h

Autoridades dos governos brasileiro e boliviano concretizaram uma série de acordos durante a visita da Ministra das Relações Exteriores da Bolívia, Celinda Sosa Lunda, ao Brasil. A mais significativa delas é a aprovação mútua das carteiras de habilitação, permitindo que motoristas dos dois países conduzam veículos em ambas as nações.

BRASIL-BOL-E

O encontro, conduzido pelo Ministro das Relações Exteriores do Brasil, Mauro Vieira, e sua homóloga boliviana, contemplou discussões sobre diversos aspectos de interesse bilateral. Além do reconhecimento das carteiras de habilitação, temas como integração física, comércio de fertilizantes, cooperação fronteiriça e energética, assim como questões regionais e multilaterais, estiveram em pauta.

A iniciativa representa um avanço significativo na integração e na facilitação de tráfego entre Brasil e Bolívia, fortalecendo os laços entre os dois países. Segundo os termos do acordo, motoristas brasileiros e bolivianos terão permissão para dirigir em territórios estrangeiros por até 180 dias, contados a partir da entrada no país de destino.

itamaraty-1

O Ministro Vieira destacou a importância do pacto, ressaltando seus benefícios em termos de segurança viária e fluidez no tráfego rodoviário entre as nações. A Ministra Sosa expressou sua satisfação com o progresso alcançado, enfatizando que este acordo representa um passo significativo no cumprimento das agendas políticas de ambos os países.

Além do reconhecimento das carteiras de habilitação, outros acordos foram assinados durante o encontro, incluindo a cooperação em saúde, segurança e inovação tecnológica. Destaca-se ainda a assinatura de memorandos de entendimento sobre fertilizantes e comércio, evidenciando o compromisso mútuo em fortalecer os laços econômicos e tecnológicos entre Brasil e Bolívia.

A visita da Ministra Sosa ao Brasil também ofereceu a oportunidade de avaliar projetos de infraestrutura em andamento, como a construção da ponte sobre o rio Mamoré, que conectará as cidades de Guajará-Mirim (RO) e Guayaramerim (BO). Além disso, destacou-se a relevância da Bolívia como fornecedora de gás natural para o mercado brasileiro, ressaltando a importância da cooperação energética entre os dois países.

Com uma fronteira terrestre de mais de 3400 quilômetros, o Brasil e a Bolívia compartilham uma relação comercial robusta, com um intercâmbio bilateral de aproximadamente US$ 3,3 bilhões em 2022. A Bolívia desempenha um papel fundamental como fornecedora de gás natural para o Brasil, garantindo a segurança energética do país.

O acordo de reconhecimento recíproco das carteiras de habilitação representa mais um marco na história das relações entre Brasil e Bolívia, consolidando uma parceria estratégica e promissora entre as duas nações.

Na sua primeira visita oficial ao Brasil, a Ministra das Relações Exteriores da Bolívia, Celinda Sosa Lunda, demonstrou um claro intento de fortalecer os laços entre os dois países, com especial atenção para a valorização dos bolivianos que residem em território brasileiro. Em uma entrevista exclusiva concedida ao Bolívia Cultural em dezembro de 2023, Sosa Lunda expressou que a plena participação da Bolívia no Mercosul representa uma conquista significativa e a realização de um sonho para muitos bolivianos. Após uma gestão prolongada, a adesão ao Mercosul oferece oportunidades favoráveis, promovendo um comércio mais equitativo e fortalecendo setores essenciais como educação e saúde.

Fotos: Agência Brasil
Vídeo: Itamaratygovbr

VEJA TAMÉM
AMIGA

GUIA

Compartilhe esta postagem:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
Telegram
WhatsApp
Email
Print