hollister online hollister wien abercrombie and fitch wien abercrombie wien adidas superstar adidas superstar damen belstaff lederjacke belstaff sale belstaff outlet salzburg woolrich parka woolrich arctic parka woolrich sale peuterey jacken peuterey sale peuterey jacken herren
O boliviano Franklin Castro, no especial - Vozes da metrópole - da TAB do UOL - Bolívia Cultural

Bolívia Cultural - Eventos, Promoções e Novidades!

Confira os eventos, promoções e novidades em sua cidade. Aqui, no Bolívia Cultural!

O boliviano Franklin Castro, no especial - Vozes da metrópole - da TAB do UOL

O boliviano Franklin Castro, no especial - Vozes da metrópole - da TAB do UOL

No começo de sua vida em São Paulo, Franklin Castro Pocoaca se assustou com a dificuldade imposta por uma experiência cotidiana. O imigrante boliviano foi a uma padaria durante uma folga e não conseguiu se entender com o atendente brasileiro: Franklin queria apenas tomar uma Fanta laranja, seu refrigerante favorito. A partir daí, decidiu usar elementos da cultura popular para se integrar.

 


Fã de “Chaves”, o boliviano de La Paz conhecia praticamente de cor os episódios do programa mexicano. No Brasil, os esquetes de Quico, Seu Madruga e companhia foram uma espécie de alfabetização alternativa em português. Franklin assistia ao humorístico exibido pelo SBT e, pouco a pouco, aumentava o repertório no idioma local.


Hoje Franklin atua como um líder da comunidade boliviana. Ele é dono de um centro de costura e também apresenta um programa para os bolivianos de São Paulo em uma rádio – que tenta se legalizar. Com a atração chamada “Buenos días, buen trabajo”, o imigrante que chegou em 1989 se esforça para ajudar compatriotas em necessidade. Em julho passado, organizou uma campanha para auxiliar famílias da Bolívia prejudicadas num incêndio de uma favela paulistana. “Eles perderam tudo. Queremos conseguir pelo menos máquinas de costura. Isso é tudo para um boliviano”, diz.

 

 

VEJA MAIS EM:

 

fonte: tab.uol.com.br