hollister online hollister wien abercrombie and fitch wien abercrombie wien adidas superstar adidas superstar damen belstaff lederjacke belstaff sale belstaff outlet salzburg woolrich parka woolrich arctic parka woolrich sale peuterey jacken peuterey sale peuterey jacken herren
Mulheres imigrantes debatem sobre violência de gênero em São Paulo - Bolívia Cultural

Bolívia Cultural - Eventos, Promoções e Novidades!

Confira os eventos, promoções e novidades em sua cidade. Aqui, no Bolívia Cultural!

Mulheres imigrantes debatem sobre violência de gênero em São Paulo

Mulheres imigrantes debatem sobre violência de gênero em São Paulo

Temas como a lei Maria da Penha, legislação, rede de atendimento, e como/onde realizar denúncias contra a violência de gênero, foram temas de diálogo entre imigrantes bolivianos no bairro do Brás em São Paulo.

O público da palestra foi composto por mulheres bolivianas de 12 à 68 anos de idade, além da participação de homens que acompanharam o conteúdo com muita atenção.

 


Direitos da mulher

O debate girou principalmente em torno da falta de conhecimentos dos direitos das mulheres imigrantes, fator que deve ser trabalhado de forma permanente por todos as instituições de comunicação, educação, saúde, atendimento e serviços em geral.

Segundo definições da palestrante Giannadrea Daidone, a falta de familiares próximos das imigrantes é um dos fatores que vulnerabilizam as mulheres exponencialmente, neste caso é importante ressaltar que a falta de familiares pode ser compensado com o apoio de amigos e amigas. O companheirismo pode ser fundamental no combate a violência de gênero.

A rede multidisciplinar no combate a violência de gênero existente na cidade de São Paulo deve ser muito mais utilizada pelos imigrantes, a abrangência da rede consegue atender todas as necessidades de uma mulher que tenham sofrido qualquer tipo de violência, desde a jurídica, passando pela psicológica, social, até espiritual (religiosa).

Campanha - Eu Cuido da Minha Amiga "Yo Cuido a Mi Amiga"

Campanha criada por Bolívia Cultural e o Instituto Planeta América Latina, tem a missão de informar ao público imigrante latino-americano, os direitos e tipos de violências que acontecem contra as mulheres imigrantes, violências que muitas vezes não são percebidos pela vítima e nem pelo agressor. A campanha em espanhol e português tem dois momentos, a primeira concentrada na informação do que é violência, e na segunda como será punido o agressor se denunciado.

 



Em 2 anos de campanha ininterruptamente "Yo Cuido a Mi Amiga" tem sido veiculada pela rede de Comunicação virtual "Planeta América Latina". A campanha tem conquistado uma grande fatia do público feminino e simpatizante (imigrantes e brasileiros). A confiança do nosso público tem retribuído positivamente, os resultados imediatos nos casos de violência acompanhados pela campanha: (90% dos casos atendidos pela rede tiveram um final satisfatório).

Rede constituida da campanha "Yo Cuido a Mi Amiga"

- Secretária de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo;
- Delegacia de Defesa da Mulher;
- Polícia Civil do Estado de São Paulo;
- Polícia Militar do Estado de São Paulo;
- CAMI;
- Missão Paz;
- CRAI;
- Consulado Geral do Estado Plurinacional da Bolívia;
- Consulado Geral do Equador;
- ADRB - Associação de Residentes Bolivianos;
- Feira Kantuta;
- ACFBB - Associação Cultural Folclórica Bolívia Brasil;
- Rede da Vida - Latino-americana;
- RTP - Rádio Televisão Popular (Bolívia);
- Aldeia Jaraguá - (aldeia indígena do povo potiguara);
- Associação Cultural Afro-Peruana Brasil;
- Coletivo Collasuyo Maya, entre outros.

A palestra foi ministrada por (Giannadrea Daidone, coordenadora do CRM 25) - aconteceu na tarde de sábado (16) de março, organizado pela Solução Smart, no bairro do Brás em São Paulo - SP.